| | |
| | |
Tests | Inteligencia Emocional | Artículos | Materias
La página en español con mayor contenido sobre Aprendizaje y Técnicas de Estudio 

Técnicas-de-Estudio.org
La Web
Capacitación y entrenamiento gratuitos
Para estudiantes, docentes, ejecutivos y profesionales

Más de 1000 páginas
Artículos, cursos, técnicas, tutoriales, ejercicios, materias


Para todos los países
de habla española

Dominar herramientas 
eficaces para estudiar.
Eliminar toda dificultad 
en el aprendizaje.
Ahorrar tiempo para dedicarlo a otras actividades personales o aprender más cosas en el mismo período.
Recibirse en un tiempo 
menor al pensado.
Contar con nuevos métodos de trabajo intelectual.
Desarrollar habilidades emocionales.

Cómo aprovechar este sitio


"Lo fundamental de todo proceso pedagógico es el aprendizaje y no la enseñanza. Es el aprendizaje del estudiante y su participación el logro deseado." (Unesco, 1995)
 



Estudiar con un Método Vs. Estudiar
Sin un Método

Si hiciéramos una analogía entre tu mente y una PC, la diferencia entre estudiar CON un método de aprendizaje o estudiar SIN ese método, es muy parecido a la diferencia que existe entre una PC que contiene un buen software’ y otra que no lo contiene.


Test - Cuáles son
tus debilidades para estudiar


Test de Autoevaluación:
¿Sabes estudiar
bien?


ARTIGOS EM PORTUGUÉS


Expressão Verbal

O orador ou expositor, a fim de que possa fazer-se ouvido, usa de recursos que lhe são próprios por meio de gestos e palavras. Os gestos e as palavras lhe permitem que, durante uma peça oratória, possa anunciar o seu pensamento.

Ao que se refere às palavras, damos o nome de expressão verbal.

Estes recursos são os seguintes:

DICÇÃO OU DIÇÃO

Modo de dizer; arte de dizer, de recitar.

TONALIDADE

Harmonia de sons que seguem os seus encadeamentos.

TIMBRE

Qualidade distinta da voz no que diz respeito às alturas (Volume) e intensidade (Energia).

PRONÚNCIA

Maneira de articular os sons.

VOLUME

Grau de energia; Força da voz; Potência.

ÊNFASE

Entonação da voz em certos vocábulos. Relevo ou destaque de pronúncia. Costuma-se dizer também colorido.

Os pontos mais importantes do quadro acima são: a Dicção ou dição e a pronúncia. A beleza da arte de dizer as coisas ou toda a sua força está na combinação dos tons e na habilidade de saber dispô-las.

Por exemplo:

  • Num momento de entusiasmo, de alegria e de emoção o tom de voz deve ser o da peroração, que é o momento em que se apela para esses sentimentos.

  • Assuntos delicados exigem voz suave clara e agradável.

  • Assuntos solenes exigem um bom timbre de voz, isto é, volumosa e declamatória.

 

NECESSIDADE DE SE EDUCAR A VOZ

O mérito de um orador não está, como geralmente se pensa, apenas no texto dos seus discursos, ou então, apenas nas palavras, mas, também, na sua voz.

Por isso mesmo, todo o orador tem que ter em mente que precisa procurar melhorar sempre a sua voz.

Entre os homens, por exemplo, uma voz mal trabalhada, mal exercitada, colocada num resmungo, ou num murmúrio, ou então, colocada com estridência (alta demais), na maioria das vezes põe a perder o brilho de textos bem estruturados e repletos de informações e citações educativas.

Entre as mulheres dá-se o mesmo quando, desavisadas e até por hábito, fala em tom choroso com voz esganiçada (aguda). Geralmente a mulher coloca a sua voz em tom nasal, o que a torna quase inaudível.

 

A BASE DA VOZ: A RESPIRAÇÃO

A respiração correta é aquela que enche os pulmões de ar permitindo que uma pessoa, dado certo de exercícios, aumenta o fôlego(1).

Isto dá ao expositor maior alcance de voz. Porém, é necessário que saiba educar a saída do ar: a garganta e a boca devem se abrir de forma farta e tranquila ao falar. Contudo, de forma discreta, delicada e sem exagero.

Todos os músculos faciais e o aparelho de fonação(2) precisam estar relaxados ou afrouxados para evitar as mudanças da tonalidade de voz, o que acontece com muita freqüêcia, principalmente com os novatos, devido ao nervosismo.

Tentar também evitar o defeito da hipertonia (3) ou a hipotonia vocal(4).

Por isso mesmo é muito importante que o orador não somente conheça a sua própria voz, em matéria de tonalidade e timbre, como também saiba mantê-la sob controle, consciente de que somente assim estará dando força às suas expressões verbais.

Ademais, terá meios de considerar melhor as dimensões do auditório onde fará o seu discurso, quer dizer, projetará a sua voz o suficiente para apenas preencher os espaços ambientais, sem risco de saturá-lo.

  1. Fôlego - Sopro; vento que se faz impelindo o ar com a boca; ação de expelir o ar aspirado.

  2. Fonação - Aparelho responsável pela produção fisiológica da voz.

  3. Hipertonia vocal - Falar alto em demasia.

  4. Hipotonia vocal - Falar muito baixo.

     

Volver al Indice de Artículos


 

Test de Orientación Vocacional
 


Cómo triunfar
en los exámenes

 



EL SER HUMANO QUE ESTUDIA Y DESARROLLA SUS APTITUDES INTELECTUALES Y EMOCIONALES, TIENE MÁS POSIBILIDADES DE PROGRESO EN LA VIDA,
Y OBVIAMENTE HABRÁ DE SENTIRSE MEJOR CONSIGO MISMO.

Contacto


Técnicas | Memoria | Comunicación | Lectura Veloz | Inteligencia | Investigación | Comprensión de textos | Vocabulario